domingo, 21 de março de 2010

Amor é fogo que arde sem se ver

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;
É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;
É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade.
Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?
Luís de Camões


Bjs no ♥ (*_*)
pegue a sua no TemplatesdaLua.com

2 comentários:

Misturação - Ana Karla Tenório disse...

Jú, você será sempre muito bem vinda no meu blog.
Não se preocupe com a presenças, mas vá sempre. kkkkkkkkkkk
Luís de Camões é surpreendente.
Xero grande e bom domingo!

Mari disse...

Oi Estrelinha querida!
Pois é Jú, Camões soube falar do maior de todos os sentimentos!
Tato que virou até música, na voz do saudoso Renato Russo!
Feliz domingo linda!
bjs